Como fazer o branding da sua marca dar certo

Marcas corporativas cada vez mais humanistas – ter isso em mente é lei para quem quer garantir um bom branding nos dias de hoje. Muito se deve às redes sociais, que aproximaram a comunicação de perfis corporativos a pessoas comuns, encurtando a distância entre marca e consumidor. É fato que as marcas mais respeitadas são as que melhor engajam seus públicos em seus canais de comunicação e as que dão ouvidos a eles. Isso requer que todo empreendedor tenha de dar mais atenção a três pontos muito relevantes quando falamos sobre negócios de sucesso no século XXI:

  1. Construção da marca
  2. Experiência do consumidor
  3. Sustentabilidade

Aliados à qualidade do produto que é oferecido, esses três pontos, quando bem executados, garantem o sucesso do branding da sua marca. Muito se fala sobre branding como um conceito de imagem, o que é verdade, apesar de estar ligado a uma série de outros pontos: comportamento, posicionamento, qualidade e custo-benefício são alguns deles. Não existe uma fórmula – o branding é um trabalho lento e depende do reconhecimento do seu consumidor em relação à sua marca.

Cabe ao empreendedor fazer a imagem de sua marca. De que forma? Um dos ingredientes desta receita está no começo deste texto – criar uma marca corporativa mais humanista e próxima da realidade do consumidor, atentando-se aos três pontos falados anteriormente: construção, experiência e sustentabilidade.

 

Um bom branding precisa de planejamento alinhado ao comportamento

O que sua empresa diz ser é o que realmente é?

É muito popular dizer que a prática é diferente da teoria, e isso também vale para a construção social de uma marca. Suponhamos que sua propaganda e seu site institucional fale sobre o quanto os atendentes se preocupam com o bem-estar do consumidor, e que o bom humor sempre estará presente no seu estabelecimento. Daí então, surgem reclamações de clientes sobre o atendimento. Será que sua marca é realmente a marca simpática?

Alinhar missão, visão e valores com o que acontece no dia a dia do seu negócio é essencial para garantir uma boa imagem. Não prometa o que você não pode cumprir. Ninguém vai te julgar por demorar um pouco mais para produzir um produto ou concluir um serviço, desde que você o faça com qualidade. Há outros diferenciais além do tempo.

 

Um bom branding depende da autopercepção

Um bom líder é um bom ouvinte e observador – tanto para fora quanto para dentro. É preciso sustentar uma opinião sobre seu negócio e sobre a sua participação nele. Procure a ajuda de coaches ou mentores para encontrar uma direção, seja ela o próximo passo da sua marca ou o modo com que você irá tratá-la daqui pra frente. Isso garante um melhor relacionamento com seus funcionários, sócios e os próprios clientes.

 

Construção, experiência e sustentabilidade

Quando falamos em construção, isso vai além do modo com que sua marca se organiza: como o seu produto é organizado na sua marca? Por que ele existe? Que problemas ele soluciona?

Avaliar e entender essas perguntas é abrir as portas para o começo do seu sucesso. Confira a imagem:

Ela representa uma comparação de como as marcas costumam induzir seus consumidores à compra do modo correto e do modo incorreto. Porquê, como e o que você vende são o ponto de partida para cativar o seu consumidor. De que forma? – A resposta está na apresentação de Simon Sinek para o TED. Ele apresenta o método de marcas comuns quando comparadas ao método que a Apple utiliza. Veja:

[O quê] Nós fazemos ótimos computadores. [Como] Eles são bem desenhados, fáceis de se usar e intuitivos. Quer comprar um?

Muitas marcas não sabem por que elas vendem seus próprios produtos. Você sabe?

 

[Por quê] Tudo o que fazemos, acreditamos em desafiar seu status-quo, acreditamos no pensar diferente. [Como] O modo com que desafiamos o status-quo é fazendo nossos produtos bem desenhados, fáceis de usar e intuitivos. [O quê] Assim, fazemos ótimos computadores. Quer comprar um?

 

Quando falamos em experiência do consumidor, isso corresponde desde o get-to-know, quando sua marca é apresentada para o cliente, como numa propaganda, até o relacionamento depois da compra. O cliente quer mais que um estabelecimento que forneça produtos, ele quer marcas amigas e que se preocupem com o que ele busca. A user experience, como também pode ser chamada, é o faz a diferença na valorização que o consumidor dará para sua marca. Para isso, é preciso aliar valores da sua empresa, comportamento da sua equipe e qualidade do seu produto para garantir que a sua marca oferecerá uma boa experiência. Muitas marcas conseguem cobrar preços mais altos e obter lucros maiores simplesmente pelo fato de oferecer experiências melhores. Você também pode fazer isso!

 

Já em questões de sustentabilidade, é imprescindível saber que isso vai além de coleta seletiva do lixo que sua empresa produz. Ser sustentável é trabalhar com processos que demandam menos tempo hábil, prezar pelo bem-estar dos seus funcionários e buscar ser o mais acessível possível. Algumas dicas:

  • Contrate ferramentas ou terceiros – determinados processos podem demandar tempo quando feitos manualmente ou atrasar a produção quando feitos internamente. Busque por softwares ou agências contábeis para cuidar das suas finanças, terceirize a impressão do seu material artístico [sem ter de tirar a secretária do lugar], esqueça as paredes cheias de lousas e use softwares de gestão de tarefas para sua equipe.
  • Seja uma empresa igualitária – identidades corporativas precisam respeitar pessoas e trabalhar sempre com horizontalidade. Muitas marcas possuem imagem negativa no mercado por desrespeito a gênero, raça ou condição social de consumidores. É importante combater o hábito de julgar as pessoas pela imagem.
  • Trate do bem-estar dos seus funcionários – prezar por rotinas diárias legais, horário de descanso e contratos regularizados é importante para evitar que um colaborador fale mal de seu ambiente de trabalho num dia. Além de ser obrigação do empregador, é uma forma de garantir que os funcionários poderão, mesmo involuntariamente, falar positivamente sobre seu ambiente de trabalho.

 

Simplificando as coisas, branding é a imagem que o comportamento da sua marca transmite para o consumidor: um conjunto do seu jogo de cintura artístico e social e, claro, do produto que você oferece, e o impacto que ele causa na vida das pessoas. Comece pelo simples, como dito no começo: sua marca é o que realmente diz ser?

 

Boa sorte!

Categories: Marketing

Close

FAÇA PARTE!

Would you like to see our space before joining? Come and visit our coworking space. Please fill out the form and our manager will get back asap.