Entrevista com Mórris Litvak, CEO e Fundador da MaturiJobs

Mórris Litvak é graduado em Processamento de Dados. Antes de fundar a MaturiJobs, já atuou como desenvolvedor de software e web. É idealizador do projeto Conectando Gerações, que visa reintegrar idosos lúcidos, porém solitários à sociedade através de conversas por vídeo via internet com voluntários de todo o país.

Em 2015, fundou a MaturiJobs, uma startup pioneira que conecta pessoas acima de 50 anos a oportunidades de trabalho, networking e desenvolvimento pessoal e profissional.

Em entrevista ao Merkaz, Mórris conta um pouco da sua trajetória profissional, a experiência de trabalhar com o público 50+ e os benefícios que a Incubação Merkaz trouxe para a sua startup.

O objetivo da MaturiJobs é muito interessante. Por que você decidiu trabalhar com o público 50+?

Inspirado pela história da minha avó, que trabalhou até os 82 anos, eu comecei a me interessar por este assunto em 2014 e, em 2015, com a crise, conheci muita gente com mais de 50 anos que estava sofrendo para voltar ou se manter no mercado de trabalho, muitas vezes desesperada, com uma dificuldade maior ainda em função da idade. Fui pesquisar e percebi que ninguém estava olhando para isso ainda, apesar da população estar envelhecendo rapidamente.

 

Você sempre quis ser empreendedor ou essa vontade surgiu quando você teve a ideia de abrir a MaturiJobs?

Sou empreendedor desde sempre, pois comecei trabalhando com o meu pai quando montamos uma empresa de desenvolvimento de sites em casa, quando eu tinha 15 anos. Depois nos especializamos em reservas online de hotéis e vendemos a empresa em 2012. Quando eu saí de lá queria continuar empreendendo, mas em um negócio de impacto social.

 

Qual foi o maior desafio em trazer o público 50+ de volta ao mercado de trabalho?

O desafio ainda é muito grande. De um lado as empresas ainda são muito fechadas para isso. O preconceito etário no mercado de trabalho é grande e vem de uma questão cultural que levará tempo para mudar. Por outro lado, os 50+ precisam se manter atualizados, o que nem sempre acontece. Então há barreiras dos dois lados.

 

Quais foram os momentos mais gratificantes e benefícios que a sua startup já te proporcionou?

É sempre muito bacana ver casos de sucesso, quando um contratante diz que está muito satisfeito com o profissional 50+ que contratou, quebrando mitos e ignorâncias que ele tinha a esse repeito, sem falar na felicidade do 50+ quando volta ao mercado, se sentindo útil e produtivo novamente e, principalmente, integrado com os mais jovens de sua equipe. Além disso é sempre muito gratificante ver os que se reinventam profissionalmente começando um negócio, mudando de profissão e buscando novas formas de trabalho a partir dos cursos e palestras que fazemos.

 

A MaturiJobs irá realizar um evento em parceria com o Merkaz. Como será esse encontro e por que as pessoas devem participar?

Será um encontro promovido pela MaturiJobs em parceira com o Merkaz na Hebraica, no dia 07/08, de networking para conectar pessoas acima de 50 anos que buscam parceiros, sócios, fazer negócios e novas amizades. Muitas vezes esse público não tem oportunidade de conhecer novas pessoas com quem tenha afinidade para trocar experiências. Além disso, poderão entender melhor como funciona a MaturiJobs e ouvir um especialista em carreiras que falará aos participantes sobre reinvenção profissional.

 

O que mudou na sua Startup depois de entrar para a Incubação Merkaz?

Estamos tendo contatos com mentores, investidores e outros empreendedores da rede onde trocamos experiências e fazemos parcerias, o que tem sido ótimo. Além da visibilidade que o Merkaz dá, o espaço de co-working e reuniões que é ótimo, e a possibilidade de testar os serviços da MaturiJobs dentro da Hebraica e da comunidade como um todo.

 

Qual foi a parte mais importante de estar na Incubação?

Fazer parte da rede do Merkaz mais de perto e recebendo apoio dentro das nossas necessidades.

 

Quais são os benefícios de trabalhar no Coworking?
Estar junto com outros empreendedores que estão na mesma batalha, trocar com eles, se ajudar e se inspirar, além de ter um espaço com uma ótima estrutura.

 

Qual o seu conselho para quem está começando?
Fazer parte de uma rede como essa, trocar com outros empreendedores, buscar apoio em programas e mentoria, participar de eventos para atualização e networking e testar muito e rápido.

Categories: Empreendedores

Post Your Thoughts

Close

FAÇA PARTE!

Would you like to see our space before joining? Come and visit our coworking space. Please fill out the form and our manager will get back asap.